Kitty Lima critica o fim das investigações da CPI do Lixo

10 de Julho de 2018, 08:42

A notícia do fim das investigações da CPI do Lixo da Câmara Municipal de Aracaju (CMA), que apura supostas irregularidades nos contratos da limpeza urbana firmados entre a Prefeitura Municipal de Aracaju (PMA) e a empresa Torre, foi duramente criticada pela vereadora Kitty Lima (Rede).


Para a parlamentar, a complexidade do assunto exige que os membros da comissão continuem os trabalhos de investigação, inclusive acerca das contratações emergenciais em 2016 e 2017.


"Existe muita coisa que ainda precisa ser analisada e não tem porque a CPI suspender as investigações. Não me admira que justamente os membros da bancada do prefeito que compõem a CPI como titulares queiram pôr um fim aos trabalhos da comissão. Por que eles fazem tanta resistência em averiguar os contratos emergenciais em 2017 como prevê o requerimento que pediu a abertura da CPI? São muitas perguntas sem respostas, e eles querem apenas colocar um ponto final sem dar essa satisfação a população. É inadmissível", criticou Kitty.


A vereadora lamentou ainda o fato da CPI ir contra o entendimento da Justiça que tem sinalizado para a continuidade das investigações.


"A Justiça chegou a arquivar um pedido da presidência da Câmara para extinguir a CPI do Lixo, uma clara demonstração que esse é um trabalho legítimos e necessário para o esclarecimento dos fatos. Mas o que estamos vendo agora é um grupo atuando a favor do prefeito Edvaldo Nogueira, e não da população. Com certeza o resultado dessa investigação não fará jus à veracidade dos fatos", disse Kitty.


Foto Gilton Rosas


Por Felipe Maceió