Brasileira Wappa entra na briga com Uber e 99

16 de Outubro de 2018, 06:32

São Paulo – A Wappa é a mais nova brasileira a entrar na disputa pelo concorrido mercado de transporte individual urbano por aplicativo, rivalizando com 99Cabify e Uber. No segmento de táxi corporativo há mais de 15 anos, a companhia agora permite a chamada de motoristas particulares por qualquer usuário que baixar seus aplicativos para smartphones Android e iPhones.


Inicialmente em São Paulo, a empresa chega com 3 mil motoristas cadastrados que irão atender à capital paulista, bem como as regiões metropolitanas do ABC, Barueri e Osasco. Seguindo práticas de mercado, a Wappa realiza checagem de cadastros de motoristas em sua plataforma para oferecer segurança aos passageiros


Como diferencial, a Wappa mira em uma das principais reclamações de usuários: as taxas de cancelamento. Não é de hoje que motoristas de aplicativos, sejam taxistas ou condutores particulares, aceitam chamadas de corridas e não saem do lugar ou seguem rodando sem atender em tempo razoável à solicitação, levando o usuário a cancelar o pedido e acarretando uma cobrança–que pode ser contestada.


Para ganhar espaço entre os aplicativos instalados no seu smartphone, a brasileira também não cobrará tarifa dinâmica, aplicada em outros serviços quando há muita demanda. Não há preço mínimo de corridas, apenas a cobrança pelo deslocamento desejado. Há também a promessa de rentabilidade aos condutores que aderirem à plataforma. A cobrança sobre cada corrida é de 20% do valor, o mesmo aplicado pela Uber no serviço de carros de luxo UberBlack.


Assim como nos aplicativos 99 e Cabify, os usuários podem pedir carros particulares ou táxis em suas corridas.


A Wappa agora é mais uma das empresas de transportes que tenta manter o equilíbrio da equação de preço baixo, segurança, qualidade e rapidez no desclocamento urbano.


FONTE: EXAME