Bernardinho abre mão de salário para manter time do Sesc RJ: 'Não tem orçamento'

21 de Maio de 2020, 08:27

A crise no vôlei brasileiro, provocado pelo surto do coronavírus, levou o técnico Bernardinho a abrir mão do seu salário no Sesc RJ. De acordo com o treinador, a medida foi tomada para evitar que o projeto da equipe seja encerrado. O seu desejo é uma readequação dos investimentos para a próxima temporada de clubes da modalidade no País.


"Se tiver que vender meu carro, vou vender meu carro. Essa é minha paixão. Não quero que o projeto morra porque tem que me pagar também. Nesse primeiro momento não tem orçamento para pagar. É assim. Então, eu não posso deixar de pagar as meninas. Como é que eu posso negociar algo com elas se eu não dou o exemplo?", disse o técnico durante live do canal Seu Esporte.


FONTE: BAND.