Belivaldo participa de entrega de Medalha do mérito eleitoral

13 de Junho de 2018, 06:13

O governador Belivaldo Chagas compareceu, na tarde desta terça-feira, 12, à solenidade de entrega da Medalha do Mérito Eleitoral, outorgada pelo Tribunal Regional Eleitoral de Sergipe (TRE/SE), a 11 personalidades da Justiça sergipana que contribuíram para o bom desempenho da instituição. O ato ocorreu no auditório Fernando Ribeiro Franco, na sede do TRE. 




Foram homenageados quatro desembargadores, quatro juízes, uma procuradora, uma servidora aposentada e um secretário judiciário. As homenagens fazem parte da comemoração dos 73 anos de instalação do Tribunal Regional Eleitoral em  Sergipe. 


O governador Belivaldo Chagas afirmou que a Justiça Eleitoral foi instituída para consolidar a democracia no País. “Graças à seriedade com que os Tribunais atuam, temos registrado eleições tranquilas, limpas, sem nenhum tipo de dúvida em relação ao seu resultado. Isso é extremamente importante para a democracia. Afinal de contas somos um país de extensão territorial grande, com um volume grande de eleitores e temos eleição a cada dois anos. Não temos como discutir a seriedade do trabalho da Justiça Eleitoral”, destacou.


Ele disse que compareceu ao evento como forma de agradecer ao convite e também se congratular com as pessoas que foram homenageadas, tendo em vista os serviços prestados em favor do Tribunal Regional Eleitoral e, portanto, em favor da Justiça Eleitoral.



O presidente do TRE, desembargador Ricardo Múcio, afirmou que em 1945 foi criada a Justiça Eleitoral brasileira para contribuir com a democratização do país. "A Justiça Eleitoral avança e o Brasil dá mais um passo no aprimoramento democrático. Um exército se forma para colaborar com o pleito eleitoral para o brasileiro exercer a sua cidadania", ressaltou. 



De acordo com o desembargador, a Justiça Eleitoral é  a viabilizadora do exercício do poder do povo. "A Justiça Eleitoral deve existir somente para garantir o voto puro e consciente do eleitor. A escolha está nas mãos do povo. O eleitor é quem tem o grande poder de fazer a maior operação já existente no Brasil. Cabe a Justiça Eleitoral garantir a lisura, transparência e legitimidade do processo eleitoral e democrático", enfatizou. 



Homenageados




•Des. Ricardo Múcio Santana de Abreu Lima (grau grã-cruz) 

•Des.ª Marilza Maynard Salgado de Carvalho (grau grã-cruz) 

•Des. Carlos de Menezes Faro Filho (grau grã-cruz) 

•Des. Diógenes Barreto (grau comendador) 

•Juíza Lidiane Vieira Bomfim Pinheiro de Meneses (grau comendador) 

•Juíza Dauquíria de Melo Ferreira (grau comendador) 

•Juíza Áurea Corumba de Santana (grau comendador) 

•Juiz Cristiano José Macedo Costa (grau comendador) 

•Procuradora Lívia Nascimento Tinoco (grau comendador) 

•Servidora aposentada Claire Nunes Mota (grau oficial) 

•Secretário judiciário Marcos Vinicius Linhares Constantino da Silva (grau oficial).