Atiradores deixam dois mortos perto de sinagoga na Alemanha

09 de Outubro de 2019, 12:50

Homens armados mataram duas pessoas nesta quarta-feira, 9, próximo a uma sinagoga na cidade de Halle, na Alemanha. Segundo testemunhas, os atiradores usavam roupas camufladas, estavam armados com metralhadoras e fugiram de carro.


Segundo o jornal Bild, os agressores ainda jogaram uma granada em um cemitério que fica ao lado da sinagoga. A polícia iniciou uma operação de busca pelos assassinos e uma pessoa foi presa, mas sua identidade não foi revelada.


Vídeo que circula nas redes sociais mostra um homem usando colete à prova de balas e capacete, disparando várias vezes por detrás de um carro. Não fica claro qual a arma utilizada durante o ataque.


Pelo Twitter, as autoridades de Halle pediram que os moradores permaneçam em suas casas até que a situação seja normalizada. As duas vítimas do ataque são uma mulher e um homem.


A polícia acredita que três homens estejam envolvidos no ataque. Os suspeitos supostamente fugiram em direção à cidade de Leipzig, no estado da Saxônia.


De acordo com uma testemunha, cerca de cinco ou seis pessoas estavam no local no momento do ataque e os atiradores apresentava um comportamento “muito agressivo”. Fontes da comunidade judaica de Halle afirmaram à imprensa local que eles tentaram arrombar a porta da sinagoga.


Segundo o Bild, os atiradores usaram um táxi roubado para fugir após dispararem contra as pessoas que se reuniam na rua da sinagoga. O motorista do carro reagiu ao roubo e ficou ferido.


Paralelamente, as autoridades investigam uma possível relação entre esse ataque e outro tiroteio ocorrido na região de Landsberg, a 15 quilômetros de Halle. As circunstâncias desse segundo incidente ainda não foram esclarecidas.


A estatal de transportes alemã Deutsche Bahn fechou a estação ferroviária de Halle. A cidade é a maior do estado da Saxônia-Anhalt e está localizada a cerca de 150 quilômetros a sudoeste de Berlim.


Nesta quarta os judeus celebram o Yom Kipur, o dia mais mais sagrado do calendário judaico. O feriado começou no pôr do sol da terça-feira, e continua até o final desta tarde. O dia é dedicado ao jejum, à oração e à reflexão, ao arrependimento e ao perdão.


 


FONTE:  VEJA.